Mudar Portugal

Forum Monarquico Para Os Que Querem Uma Nova Forma de Democracia
 
InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 Mensagem de Natal de SAR. D. Rosário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
jlvasconcelos



Número de Mensagens : 13
Data de inscrição : 07/02/2007

MensagemAssunto: Mensagem de Natal de SAR. D. Rosário   Sex Jan 01, 2010 1:51 pm


Mensagem de Natal de S.A.R. Dom Rosário
| Casa Real de Saxe-Coburgo-Gotha e Bragança |


Portugueses e Portuguesas!

Nesta época sagrada do Natal, impõe-se a todos nós recordarmos a lição daqueles três Reis Magos do Oriente que, há precisamente 2009 anos, olharam para o Céu e, largando todos os seus afazeres, decidiram seguir a Estrela que os guiou até à gruta da Natividade. Se soubermos observar com atenção esta história, dela poderemos retirar sábias lições!

A primeira lição é uma lição de Humildade.

Se os homens importantes deste Mundo – os políticos – dedicassem alguns minutos das suas vidas a olhar para o firmamento como fizeram os Reis Magos, se tentassem compreender um pouco o que é este planeta, esta “nave” que nos transporta na periferia da galáxia, a “nave” a que chamamos Terra, facilmente perceberiam que se a Terra é um grão de areia do imenso Universo, uma gota no oceano planetário, então, tudo o que existe sobre a Terra são partículas desse grão de areia e por mais convencidos que os políticos estejam da sua importância e grandeza, a realidade reduz-nos enquanto humanos à nossa verdadeira e quase microscópica dimensão.


A segunda lição é uma lição de Consciência.

Os Reis Magos seguiram historicamente uma estrela cadente e as estrelas cadentes, como bem sabemos, têm vida curta. Brilham um curto período de tempo, e depois morrem. Assim a existência dos políticos, enquanto detentores de poder público, é normalmente curta, como também é curta a nossa vida enquanto humanos vista à dimensão universal. Se os políticos e os grandes deste Mundo começarem a ganhar essa mesma consciência, então terão de se transformar interiormente.


A transformação e a consciencialização do limite de existência temporal, deverá guiar os políticos no sentido de uma boa prestação e de uma dedicação à causa pública e à sociedade. Não vale a pena ser ganancioso, não vale a pena roubar, não vale a pena usar de todas as mentiras para chegar ao poder, porque a realidade é que os holofotes só irão estar meia dúzia de anos sob os políticos e depois eles mesmos desaparecerão como a luz do holofote, que mais dia menos dia é apagada.

Há, contudo, uma diferença! Se os políticos derem o seu melhor à sociedade, se deixarem uma boa obra feita, então, quando saírem do palco, serão acarinhados e gratificados com o calor humano dos povos que lhes estarão reconhecidos.


No entanto, os arrogantes políticos actuais vão sair do palco social desprezados e odiados pelos povos, e cada vez mais odiados na medida em que cada vez mais se afastam do verdadeiro sentido de serviço da causa pública, tão só para gastarem as suas energias em estratégias cegas de manutenção de poder, digladiando-se em deploráveis espectáculos públicos, enquanto que os povos definham à espera de soluções que nunca aparecem.


A terceira e última lição que podemos retirar desta viagem dos Reis Magos à gruta da Natividade, em Belém, prende-se com um acto de humildade dos Reis que se ajoelham perante o Filho de José e Maria, um carpinteiro e uma mulher do povo.

Esta passagem histórica carrega em si elementos de elevado simbolismo, porque os Reis levaram àquela criança, pobre e nascida em berço de palha, presentes que simbolizam prosperidade e riqueza, recordando que é essa a obrigação dos chefes dos povos: na verdade, os líderes políticos têm por obrigação o guiar os povos no sentido da plena realização pessoal, a qual se obtém através da boa qualidade de vida simbolizada pelas suas oferendas.


A Casa Real Portuguesa deseja, assim, a todos os homens e mulheres de Portugal, mesmo que espalhados pelos quatro cantos do Mundo, um Santo e Feliz Natal e onde cada um de vós possa almejar obter a felicidade que preenche a alma e que dá um verdadeiro sentido de realização espiritual à vida.


Precisamos de recuperar a felicidade interior!


Desejo que este Natal de 2009 vos traga esse sentimento e alegria das coisas simples, mas autênticas, da vida!

Dom Rosário, o Príncipe Real de Portugal e Duque de Bragança


www.casarealdeportugal.org
_________________
"A penalização por não participares na política, é acabares a ser governado pelos teus inferiores"

Platão
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Mensagem de Natal de SAR. D. Rosário
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Mensagem de Natal aos Cartwright
» [Natal 2008] QUEST. AMIGO SECRETO - ÚLTIMA PÁG. URGENTE
» [Natal 2010] Questionário Troca de Natal
» [Natal 2012] Foto dos miminhos! :)
» Mensagem Aos Jovens "Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mudar Portugal :: Mudar Portugal :: Mudar Portugal-
Ir para: